Aula 7

maio 11, 2009

Na aula 8 falamos sobre os capítulos 1, 2, 3 do livro Full Disclosure.

Na discussão apontamos o foco do livro para a transparência dirigida.  Esse conceito além de focar a transparência, associa-a a uma política da organização.  No caso dos restaurantes de Los Angeles o objetivo era diminuir o impacto na saúde pública.

Nessa aula também voltamos a falar do conceito de cidadão.  Vale lembrar que precisamos explicitar melhor esse conceito.

No que diz respeito ao grafo de transparência, levantou-se a possibilidade de incluirmos a qualidade “comparativa”.  Lembrei que essa é uma qualidade importante em Sistemas de Informação.  No livro do Sergio Bio, o primeiro requisito sobre qualidade da informação é justamente se a mesma é comparativa.  Essa discussão foi originada quando pesquizamos na Wikipedia sobre Qualidade da Informação.  Vale lembrar que daí surgiu o questionamento se transparência não seria simplesmente qualidade da informação.  Vimos que a qualidade da informação é uma das características de transparência, como ressalta o grafo de transparência.

Falamos também da sustentabilidade da transparência, como mencionada no texto e falamos sobre o conceito de institucionalização.  Esse tema será mais elaborado na Aula 9.

Anúncios

One Response to “Aula 7”

  1. Elizabeth Suescun Monsalve Says:

    Resumo do livro “Full Disclosure: The Perils and Promise of Transparency” de Archon Fung , Mary Graham e David Weil, editora Cambridge University Press, 2007 capitulos 1, 2, 3.
    O escândalo dos pneus Bridgestone/Firestone nos Estados Unidos gerou uma grande polemica no ano 2000, em seu momento ele foi comparado com outro período escuro na historia americana, o escândalo Watergate.
    Neste escândalo estavam envolvidas dois grandes multinacionais: a Bridgestone/Firestone e a Ford. Uma como a fornecedora dos pneus e a outra como a fornecedora dos carros SUVs. Os clientes que compraram este tipo de carro faziam sua escolham baseados na idéia que eles eram mais seguro que carros pequenos, sem eles conhecer da combinação mortal, pois os pneus, em curvas pronunciadas, sofriam repentino desprendimento do revestimento e os carros sofriam capotagem pela pouca estabilidade causando acidentes fatais nas estradas. Este caso mostra claramente como a falta de ética e transparência cometida por as dois empresas afetaram a seus clientes chegando causar algumas mortes. A fabricação dos pneus foi o gerador dos acidentes, pois Firestone procurou rapidez na fabricação dos mesmos utilizando materiais velhos que não cumpriam as normas de projeto, sacrificando a qualidade alem de cumprir a quota de pneus exigidos pela Ford. Também a Ford não se importou pelas técnicas usadas pela Firestone e ocultou informação valiosa sobre as características de estabilidade do modelo, ou seja, tinham que ter exigido controles de qualidade levando em conta o tipo de produto que se estava vendendo, já que as conseqüências de erros causaram a motes de vários dos seus usuários finais.
    Este fato fez que o congresso criasse legislações dirigidas pela transparência. Empresas de carros tinham que informar para os clientes os fatos acerca de cada modelo, riscos de capotagem, detalhes do projeto, entre outros. Esta idéia não somente permitia dar ao publico melhor informação, também o poder da informação como gerador de reação em cadeia para os consumidores.
    O livro faz analise da seguinte pergunta: porque é necessária a ação do governo? Acha-se que se têm três razoes. Primeira, ele tem o poder de divulgar a informação de entidades publicas e privadas, segunda, o governo pode legislar com transparência e credibilidade e terceira, o governo tem o poder de criar processos legítimos.
    As políticas dirigidas pela transparência são:
    1. Mandato da revelação publica da informação
    2. Por empresas ou outros organismos públicos ou privados
    3. Padronizada, comparável e desagregada
    4. Especificação de produtos e praticas
    5. Seguir um objetivo público definido
    Na aula analisamos o conceito de comparável, ele se encontra imerso dentro das características da informação e se discutiu um pouco si ele deve o não ficar dentro da arvore da transparência. Esta questão será revisada com o grupo na próxima reunião.
    O autor volta a fazer citação de Harper’s Weekly “sunligth is… the Best of disinfectants” como recomendação para que as empresas revelassem benefícios e perdidas, entre as quais se encontram empresas de alimentos, medicamentos e geradoras de água.
    No caso de os sistemas de água é conhecido que os níveis de contaminantes mudam segundo a meteorologia e a descarga de lixo. Também os cientistas que pesquisam sobre alimentos levam quase duas décadas falando sobre os ricos das gorduras trans. Porem deve se criar processos de divulgação baseados na transparência que permitam a os usuários tomar as decisões mais adequadas.
    O livro faz analise da seguinte questão: que faze a diferença entre transparência exitosa e fracasso e como se pode melhorar sua eficácia? A eficácia da transparência vai depender em grande medida de dois fatores:
    1. Políticas de transparência centradas no usuário, em suas necessidades e interesses.
    2. Políticas eficazes de transparência que sejam sustentáveis para que sejam efetivas, ou seja, que ganhem em uso, precisão, escopo e perdurem no tempo.
    Com relação na sustentabilidade se falou na aula como ela foi um conceito tomado da ecologia e ela é um elemento externo que contribui à transparência. Alem disso foi também tratado o tópico da institucionalização como aquelas praticas que fazem parte da cultura de uma organização.
    A transparência, o êxito e a falha, segundo pesquisas feitas pelos autores mostram três tendências que ajudam a explicar o porquê a inovação e a necessidade de transparência se esta dando agora e não no passado.
    • Políticas de transparência estão ganhando força pela intervenção do governo
    • Políticas de transparência estão sendo impulsionadas pela transformação e poder dos computadores e internet. Alem disso internet pode ajudar a criar uma nova geração mais eficiente de políticas de transparência colaborativas. Esta idéia do aceso público à informação é fundamental para a governança democrática.
    • Políticas de transparências são cada vez mais freqüentes, pois representam um médio politicamente viável para responder a riscos emergentes ou falhas nos serviços públicos no contexto de desconfiança sobre a capacidade do governo para resolver esses tipos de problemas.
    Os legisladores têm o mandato da transparência, alem dos valores e políticas que geralmente favorecem o segredo. Este mandato de transparência propõe não ter direção central que contribui a uma mudança de política mais amplia.
    São citados alguns eventos históricos como a Guerra Fria, guerra de Vietnã e outros conflitos que foram caracterizados pelo segredo, ordens executivas e reinterpretações do direito à redução do acesso publico à informação. Alem disso aconteceram mudanças que foram refletidas quando teve lugar os ataques do 11 de Setembro.
    As políticas orientadas pela transparência estão destinadas a gerar um publico mais informado, alem de que muitas sugeriram como resposta a problemas na bolsa de valores, acidentes químicos, discriminação bancaria, percepção publica e o fracasso escolar.
    Então por que divulgar a informação? Se uma empresa tem informação favorável de seus produtos ou serviços esta divulgação vai favorecer sua imagem, caso contraria, se uma empresa tem informação desfavorável de seus produtos ou serviços e não quer divulgar, a negativa vai levar a que os clientes tirem suas próprias conclusões.
    Imperfeições na informação:
    Pesquisas demonstram que a imperfeições na informação pode mudar o comportamento das empresas, consumidores, trabalhadores e agentes econômicos.
    As assimetrias na informação entre atores e organizações levam aos seguintes problemas:
    • Seleção adversa: já que a informação é incompleta. Exemplo na venta de carros usados e na venta de seguros.
    • Assimetrias na informação levam a problemas relacionados com o risco moral, já que uma parte na transação no pode observar diretamente as ações da outra.
    Dificuldades na compreensão:
    As pessoas são propensas a uma quantidade de distorções cognitivas que podem levar a tomar decisões diferentes às previstas em um mundo de perfeita racionalidade.
    1. Pessoas sobreestimam riscos associados a acontecimentos sobre os que têm pouco controle (acidentes de avião ou acidentes químicos), caso contraria, tem tendência a subestimar os riscos sobre os quais percebe que tem major controle (fumar, alimentos gordurosos, excesso de velocidade).
    2. As pessoas pegam medidas para reduzir riscos quando os resultados têm alto conteúdo emocional e conseqüências negativas.
    3. Geralmente as pessoas não solicitam informação acerca de riscos.
    4. As pessoas dão major valor quando as coisas representam ganância.
    A política dirigida pela transparência tem em seu nível mais básico o mandato à divulgação por parte das empresas e outros agentes reguladores alem de criar uma política publica.
    A finalidade da política de transparência:
    • Política com uma finalidade definida: obrigação do governo de informar se dita informação afeita à sociedade.
    • Divulgação dos objetivos especificados: identificar possíveis riscos públicos
    • Definir o escopo da informação: que informação tem que ser divulgada e os limites da divulgação.
    • Definir a estrutura da informação e o veículo: definir a estrutura e o formato da informação, normalizar o conteúdo além de especificar o tempo, freqüência, lugar e médio pelo qual será divulgada a informação.
    • Mecanismos de aplicação: métodos de acompanhamento que permitam criar seguimentos aqueles que estejam fazendo difusão de informação inexata e sansões para aqueles que violem os requisitos de divulgação.
    A transparência dirigida representa uma forma distintiva de intervenção do governo baseada nas sinales enviadas pelos usuários a traves do mercado, política e organizações, os quais são participantes ativos que fazem dela uma operação mais completa. Este conceito de transparência será abordado nas seguintes aulas.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: